fbpx
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on twitter
Como instalar energia solar em residência

Como instalar energia solar em residência: requisitos e etapas

Com o crescente interesse da população sobre projetos fotovoltaicos, é importante entender como instalar energia solar em residência.

Isso se aplica não apenas aos consumidores, mas principalmente aos integradores e instaladores.

Juntos, eles são responsáveis pelo projeto, materiais, ferramentas e a instalação do sistema residencial.

Cada vez mais, as pessoas percebem na energia fotovoltaica uma solução.

Somos um país privilegiado pela incidência de luz solar, ao mesmo tempo em que nosso bolso pesa com a escalada de preço na conta de energia elétrica.

Por que, então, não aderir a uma fonte limpa, renovável e econômica?

Muita gente tem feito essa mesma pergunta e optado pela instalação de energia solar em residências.

Para conhecer as características desse projeto e saber como fazer, siga a leitura!

Como instalar energia solar em residência: passo a passo

A energia solar residencial apresenta vantagens bastante consideráveis, se comparada com a elétrica, que vem das concessionárias.

A principal delas é a economia: estima-se que a conta de luz possa diminuir em até 95% utilizando a luz do sol como fonte.

Outra vantagem não menos interessante é a redução no impacto ambiental. 

Sendo uma fonte renovável, a energia que vem do sol não traz quaisquer danos aos ecossistemas, tampouco gera subprodutos tóxicos ou provoca o alagamento de grandes áreas.

No entanto, para usufruir desses benefícios, é importante conhecer os procedimentos necessários para que a instalação seja bem-sucedida.

Veja no passo a passo como instalar energia solar em residência:

1. Analise a incidência de luz solar

O primeiro passo é avaliar se o local onde as placas fotovoltaicas serão instaladas recebem uma quantidade adequada de luz solar.

Embora sejam capazes de captar a luz do sol mesmo em dias nublados, quanto mais ensolarada for a região, melhor.

O ideal é que o local esteja permanentemente exposto ao sol, ou seja, sem qualquer sombra projetada ao longo do dia.

Busque por uma posição central e que garanta a incidência dos raios solares, independentemente da estação do ano, já que o ângulo em que o sol bate varia em cada uma delas.

2. Calcule os custos 

Ainda que a energia solar esteja aos poucos se consolidando, já existem diversos modelos de sistema de captação da energia solar no Brasil.

Dessa forma, tenha sua calculadora em mãos para compreender os custos de implementação conforme o modelo escolhido.

Lembre que, para cada perfil de residência, há um tipo de sistema adequado, então, seja criterioso e escolha sempre pautado na relação custo-benefício.

3. Priorize a qualidade

A instalação de um sistema de conversão de energia solar em elétrica só pode ser feita por profissionais qualificados.

Assim como existem diferentes modelos de sistemas, há também diversas empresas que podem realizar esse serviço.

Considere ainda a grande quantidade de marcas disponíveis no mercado, oferecendo os insumos necessários, como microinversores e inversores.

Priorize a qualidade, pois isso impacta na eficiência e na segurança do sistema.

👉 A Sirius trabalha exclusivamente com a tecnologia MLPE e somos especialistas no assunto. Se você é integrador, faça seu cadastro com a gente!

4. Obtenha o parecer de acesso 

A empresa responsável por instalar energia solar em residência analisa a infraestrutura da casa, que precisa estar de acordo com os parâmetros técnicos para receber a energia fotovoltaica.

Uma vez que se tenha o aval de um especialista para realizar a instalação de painéis, é hora de obter o chamado parecer de acesso.

É possível emitir esse documento junto à concessionária de energia do seu estado. 

Ele é indispensável para instalar qualquer projeto de captação de conversão de luz do sol em energia elétrica.

A propósito, nesse documento, é onde se encontram as informações sobre as condições de acesso à energia em certa localidade.

Também é nele que constam os dados técnicos que permitem conectar as instalações com fins de produção de energia elétrica à base de placas fotovoltaicas.

5. Verifique o atendimento às normas

A instalação de painéis de energia solar é um processo relativamente rápido, mas deve ser feito em atendimento às normas e com o acompanhamento do contratante.

Após o estudo de viabilidade, então, chega a hora de colocar o projeto em prática.

Sempre lembrando que a instalação não compreende apenas os painéis, mas também do inversor (que converte a energia solar em energia elétrica), além de toda a estrutura que fixa as placas e seus cabos.

Algumas das normas a observar são:

6. Atenção à manutenção 

Não menos importante, é fundamental a iniciativa de fazer a manutenção dos equipamentos de captação.

Afinal, as placas estarão o tempo todo expostas a poeira, excrementos de aves e todo tipo de sujidade carregada pelo ar.

Faça inspeções a cada 6 meses e, nelas, aproveite para conferir se as placas estão em bom estado, sem rachaduras, fissuras ou sinais de avaria.

Mais uma vez, muito ajuda nesse sentido escolher uma fornecedora de equipamentos fotovoltaicos que trabalhe com marcas e insumos de qualidade, como a Sirius.

Esse é o caso de módulos produzidos com grafeno, matéria-prima que facilita a manutenção do sistema graças às propriedades hidrofóbicas, que ajudam a repelir água e melhoram a capacidade de geração de energia.

Requisitos da energia solar em residência

Pela já citada RN 482, apenas quem fosse proprietário de uma casa própria poderia requisitar a instalação de painéis de energia solar.

No entanto, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) revisou essa norma e, por meio da RN 687, permite hoje que um projeto seja realizado em três modalidades de compartilhamento:

  • Empreendimento com múltiplas unidades consumidoras, como condomínios 
  • Geração compartilhada, em que consumidores pessoas físicas ou jurídicas se unem por meio de cooperativa ou consórcio
  • Autoconsumo remoto, em que uma PF ou PJ usa os créditos excedentes do consumo de energia para abatimento do consumo de outras propriedades de um mesmo titular. 

Erros comuns ao instalar energia solar residencial

Quando se busca qualidade e eficiência, não dá para ficar no básico.

Além de saber como instalar energia solar em residência, vale evitar os erros comuns nesse tipo de projeto. 

Conheça os principais:

  • Não dimensionar o local de instalação corretamente
  • Mau posicionamento dos módulos
  • Deixar de observar as normas de segurança do trabalho em altura
  • Caminhar, pular ou pisar nas placas fotovoltaicas
  • Não usar as ferramentas certas ao longo da instalação. Por exemplo, é exigido um alicate específico para fazer a crimpagem dos cabos.

Claro que há muitos outros aspectos a serem observados, contudo, esses que você acaba de conhecer são os mais importantes a considerar.

E para garantir o melhor para seu projeto de energia solar, conte com a Sirius.

Somos a sua melhor parceira, se destacando como fornecedora no mercado fotovoltaico brasileiro pela tecnologia de ponta e excelência no atendimento!

Se você for um cliente final e precisar de ajuda, faça contato: teremos prazer em indicar um Sirius Partner (parceiro oficial Sirius) para que torne seu projeto real.

O Autor

Especialista Sirius

Cadastre-se na Sirius!

A Sirius criou este conteúdo para ajudar você, integrador, a se manter atualizado sobre o mercado de energia solar. Faça agora seu cadastro, se torne parceiro de uma das melhores fornecedoras de insumos para projetos fotovoltaicos e aproveite vantagens como:

  • Garantia direta com a Sirius
  • Programa de fidelidade
  • Parcerias com bancos e financeiras
  • Encontro de parceiros
  • Suporte técnico personalizado
  • Frete diferenciado
  • Atendimento humanizado.
Mais artigos da Sirius

Seja um parceiro Sirius!

Com a Sirius, você trabalha com uma empresa séria, focada em oferecer excelência na qualidade de seus produtos e serviços, investe em um dos negócios que mais crescem no Brasil, utilizando uma fonte inesgotável de energia e com retorno garantido para o cliente. Além disso, sua empresa recebe suporte técnico continuo e gratuito.